LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

destaquePortalPensarAragao600x470 002Pensar Aragão é evocar o conjunto vasto da sua intervenção no devir cultural, tanto local como global; é trazer infindavelmente para o aqui e agora a influência que ainda hoje exerce nos diversos campos do saber e do fazer e, no que toca às artes, com o tom experimental das suas vertentes: desenhadas, pintadas, fotografadas, esculpidas, fotocopiadas, declamadas, coladas, recortadas, quer em presença, quer por correspondência, etc. Pela constante intersecção entre palavra e imagem, Aragão deu novos mundos ao mundo da literatura, das artes visuais, da poesia, mas também se destacou e deixou obra em campos como a história, a arqueologia e a etnografia, e ainda contributos muito válidos na construção de uma opinião crítica e atuante, mais pública ou mais privada, no seio da cultura e da sociedade da(s) época(s) e das gerações que tocou.

Pensar Aragão mais (ou menos) exa(c)tamente é, pois, uma proposta expositiva que pretende evocar o legado de António Aragão através das seguintes mostras.

17 Artistas + 1   

Coletiva que reúne os trabalhos inéditos propostos por um grupo de artistas convidados, ligados direta ou indiretamente a Aragão porque com ele conviveram, com ele (co)criaram, com ele aprenderam, ou, tão simplesmente, com ele estabelecem alguma afinidade artístico-estética. Tudo isto é, claro está, mais (ou menos) exa(c)tamente, como não poderia deixar de ser.

Artistas:
ANTÓNIO BARROS. ANTÓNIO DANTAS. ANTÓNIO RODRIGUES. CÉSAR DE FIGUEIREDO. DUARTE ENCARNAÇÃO. EDUARDO DE FREITAS. MANUEL RODRIGUEZ. MARCO FAGUNDES VASCONCELOS. FERNANDO AGUIAR. ISABEL SANTA CLARA. RIGO23. RUI CARVALHO. SILVESTRE PESTANA. TERESA AREGA. TERESA GONÇALVES LOBO. TERESA JARDIM. VITOR MAGALHÃES.

Curadoria: Carlos Valente

ARAGÃO e outros   

As obras, as experiências, os objetos, os catálogos, as cartas, os documentos vários. De entre eles, importantes testemunhos da ligação de Aragão à arte e aos artistas do seu tempo. Este espólio intermitente, porque incompleto, interrompido, é, porém ou por isso, rico em (re)descobertas e novas leituras, recuperadas do legado que aqui se mostra, colocado em diálogo consigo mesmo e com empréstimos de coleções privadas que complementam a mostra. Tudo isto é, claro está, mais (ou menos) exa(c)tamente, como não poderia deixar de ser.

Curadoria: Carlos Valente

Coordenação: Teresa Klut

2PensarAragao

3PensarAragao

4PensarAragao