LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

O Museu Etnográfico da Madeira tem aumentado o número de partilhas ONLINE, que permitem manter o envolvimento com o seu público virtual, mas convida TODOS a visitarem o museu e a conhecer o nosso património cultural tradicional, nomeadamente as várias peças de artesanato que fazem parte do seu acervo e estão expostas na exposição permanente e, periodicamente, em diferentes exposições temporárias.  Teremos muito gosto na Vossa visita! 
E porque é um momento crítico para a nossa economia, decidimos criar esta rubrica, “ARTESANATO MADEIRENSE – Valorize, compre o que é NOSSO”, procurando contribuir, desta forma, para a sua recuperação. Através do nosso património, procuramos manter viva a nossa Identidade e alimentar a esperança, através da criatividade.
Através da partilha de obras de artesanato, de produção regional, o museu pretende dar a conhecer os artesãos madeirenses e incentivar a população em geral, a comprar o que é NOSSO.
Esta semana, divulgamos os TRABALHOS EM MADEIRA, de Luís de Jesus.
A madeira constituiu desde tempos remotos, uma matéria-prima dominante na produção de utensílios de trabalho e de uso doméstico.
Aproveitando-se os recursos disponíveis produziam-se vários objetos nomeadamente as bancas de três pés, as amassadeiras, as colheres de pau, os cochos para moer cereais, as salgadeiras, entre outros, sempre presentes nas casas menos abastadas, onde o mobiliário e os utensílios domésticos eram quase sempre em número muito reduzido.
Um pouco por toda a parte existiam muitos artífices no nosso arquipélago que utilizavam a madeira na produção de artefactos. Com a evolução tecnológica e alteração dos hábitos de consumo, muitos destes artefactos perderam a sua função ou esta transformou-se, passando de objetos utilitários a objetos decorativos.
Luís de Jesus, natural da freguesia da Serra de Água, concelho da Ribeira Brava, é um dos artesãos que faz perdurar a utilização desta matéria-prima na produção artesanal madeirense e que tem vindo a renová-la, com a criação de novos objetos adaptados às necessidades da sociedade contemporânea tendo, em 2011, recebido uma Menção Honrosa, no Concurso Nacional de Artesanato. 

Créditos: Museu Etnográfico da Madeira

valorizecompresoquenosso