LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

No MUDAS.Museu de Arte Contemporânea da Madeira. 
Abril é quarto mês do calendário gregoriano. Do Latim Aprilis, que significa abrir, referência à germinação das culturas. Figurativamente ganha o sentido de “fresco”, “viçoso” e “jovem”.
Um dado curioso deste advir de vida é o facto de, mesmo com as condições favoráveis, existirem sementes que não germinam, sendo estas consideradas “sementes dormentes”. A “dormência” determina a irregularidade na germinação uniforme de uma determinada área, favorecendo o aparecimento de espaços vazios, de ausência. Os conceitos de vazio espacial e de ausência são também componentes estéticos na composição artística.
O artista plástico Bruno Côrte (representado na colecção do MUDAS.Museu), em 2003 no projecto “Private Underground”, abordou questões relativas à germinação como processo criativo para a construção de uma obra de arte: “E se de início serviam apenas de modelos, depois passam a ser incorporados numa pintura que separa em espaços geometricamente definidos, regulares como os de um agricultor, tanto as manchas e as texturas em que predominam os tons de ocre, vermelho, castanho (as terras), como as sementes e fibras vegetais que foram pacientemente recolhidas.” (Isabel Santa Clara, Catálogo de “Private Underground”, de Bruno Côrte, 2003)

Assim, tendo por base a imprevisibilidade e a fluidez da vida vegetal, numa época propícia à germinação e ao nascer de novas vidas, desafiamos os participantes desta oficina à criação de uma horta vertical, a partir das sementes que escolham ou tenham disponíveis e que, deste modo, desenvolvam um habitat para os “coelhinhos de Páscoa” que nesta época nos visitam.
Poderão aproveitar para observar a evolução e o crescimento das plantas que escolherem plantar e, mais tarde, colher os “frutos” do trabalho desenvolvido. Desafiamos-vos ainda à reciclagem de materiais e à pesquisa de formas práticas e sustentáveis para o cultivo de ervas aromáticas, por exemplo, bem como de pequenas hortaliças.
No final poderão povoar a horta com pequenos coelhinhos de cartão (silhuetas) que servirão também para identificar as plantas que escolheram germinar.
Público alvo: público em geral e famílias (crianças a partir dos 9).
Atividade gratuita.
oficinamudasn