LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

A Secretaria Regional de Turismo e Cultura, ciente de que os museus têm uma função política inalienável, vocacionada para a relação com as pessoas e com as comunidades, influenciando tomadas de posição abrigo, crenças e valores, irá realizar novos investimentos nos Museus e Centros Culturais na tutela do Governo Regional e implementou uma nova política ao nível do modelo de gestão.

Eduardo Jesus, Secretário Regional de Turismo e Cultura, em declarações ao DIÁRIO esclarece que “O novo posicionamento está em linha com as preocupações nucleares de promover o desenvolvimento a partir do conhecimento e da preservação dos patrimónios, designadamente as coleções dos Museus, reforçando o papel destas instituições enquanto espaços, também, de ciência e conhecimento, criando novos conteúdos e estímulos na sua relação com os cidadãos, numa lógica de fruição, criação e participação.”

Num tempo que é de incerteza, Eduardo Jesus destaca os investimentos do Governo Regional como uma responsabilidade pública e contributo para contrariar as impermanências, numa época em que todos enfrentam desafios inéditos.

As grandes linhas de trabalho avançadas pela Secretaria Regional de Turismo e Cultura para esta área em 2021 são:

  1. Investimento na descentralização cultural, com obras na Calheta e na Ribeira Brava, designadamente beneficiação de Museus como o MUDAS.Museu de Arte Contemporânea da Madeira e Museu Etnográfico da Madeira, já em curso;
  2. Criação de novos conteúdos, presenciais e online, visando proporcionar mais acessibilidade às coleções, incluindo para a infância que terá um projeto novo online em 2021;
  3. Realização de novos e estruturantes investimentos para diversificação da oferta museológica com a criação de novas centralidades e pólos culturais como o “Museu do Romantismo – Quinta do Monte” e o Museu Max e da Música Tradicional;
  4. Fortalecimento do trabalho em rede, quer à distância quer em contexto de trabalho, envolvendo museus com coleções ou áreas de atividade afins;
  5. Parcerias de conhecimento e inovação, potenciando a ligação entre a Cultura e a Ciência, com parcerias nas áreas da investigação, da conservação, dos laboratórios científicos e dos programas específicos de cooperação. Visando criar novas abordagens de estudo das coleções que alicercem novas perspetivas e abordagens de apresentação aos públicos.

 

Projetodomemartesanatomadeirense