LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

rbull portalSecretário Regional de Turismo e Cultura esteve com a Red Bull Skydive Team e com os elementos da Red Bull Portugal.

Foi uma das surpresas da noite da passagem de ano. Antes do espetáculo pirotécnico, o projeto “Red Bull Madeira NYE Shooting Stars” protagonizado pela Red Bull Skydive Team levou a que as pessoas olhassem para o céu durante alguns minutos para ver aquelas “estrelas cadentes” que não eram mais do que os experientes skydivers Marco Waltenspiel, Dani Roman, Max Manow e Marco Fürst.  

O primeiro vídeo da iniciativa integrada no programa de Festas de Natal e Fim-de-Ano da Secretaria Regional de Turismo e Cultura (SRTC), divulgado nas redes sociais da Red Bull Portugal, VisitMadeira, SRTC, Red Bull Skydive Team e outras, durante a madrugada do dia 1 de janeiro, está prestes a atingir a marca das 500 mil visualizações. 

Esta manhã, o secretário regional de Turismo e Cultura, esteve com a equipa de atletas que realizou este salto. No encontro, Eduardo Jesus salientou a experiência proporcionada, sobretudo também porque estava envolta em surpresa, o que aumentou o impacto da mesma, e fez questão de agradecer e enaltecer todo o trabalho da Red Bull que permitiu que o “Madeira Shooting Stars” tivesse sido um sucesso e que esteja a colocar a Região ‘nas bocas do mundo’. “O profissionalismo que revelam nesta ação é inquestionável. O que foi feito marca uma posição muito forte”, sublinhou. 

Eduardo Jesus aproveitou ainda para agradecer aos atletas e a toda equipa envolvida no projeto a experiência proporcionada na noite de 31 de dezembro. “Conseguiram fazer algo de muito especial”, disse, adiantando que este pode ter sido o início de uma relação profícua entre a Madeira e a Red Bull para que juntos possam encontrar novos projetos e novas soluções”.  

No encontro desta manhã, Miguel Bastos, da Red Bull Portugal, explicou ainda que a empresa procura lugares especiais para fazer este tipo de projetos e “sem a Madeira isto não seria possível”. Já Mário Pardo, conhecido skydiver e base jumper português, que acompanhou também a equipa da Red Bull, fez questão de referir as reações positivas do público que estava a assistir e agradeceu ainda o apoio da SRTC para o projeto. 

Na conversa com os atletas da Red Bull, foi explicado o funcionamento do fato que é utilizado neste tipo de saltos e ainda o próprio salto. Neste caso específico, os quatro skydivers saltaram de um avião da Força Aérea Portuguesa a 8 mil pés de altitude. Os atletas sublinharam a experiência proporcionada, tendo relevado ainda o “enorme” espetáculo pirotécnico que se seguiu.  

Por estes dias, os atletas mantêm-se na Região a explorar a ilha e a encontrar e experimentar spots de ‘base jumping’, já que as potencialidades da Madeira neste âmbito são variadas, como fizeram questão de referir. “Estamos a gostar muito da Madeira”, disseram os skydivers.