LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Nasceu em Amarante (1932). Concluiu o Curso do Magistério Primário em 1951. Frequentou a Escola Superior de Belas Artes do Porto (1965-1966). Concluiu em 1974 o curso de História na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, doutorando-se posteriormente em História da Arte. A partir de 1981 integrou, na mesma faculdade, o quadro de docentes do Curso de História, variante de Arte, tendo lecionado, entre outras, as cadeiras de Sociologia da Arte e História da Arte do século XX. Lecionou ainda no Mestrado de História de Arte do Departamento de Ciências e Técnicas do Património.
Nos anos 60 integrou o Instituto de Meios Audiovisuais e o Instituto de Tecnologia Educativa, como realizador e como coordenador de formações para professores nesta área.
A Sua pintura ficou marcada, desde 1956, pelas viagens que fez anualmente, na sua motorizada, sozinho ou acompanhado, por países como a França, a Espanha, a Itália e a Bélgica.
Recebeu o Prémio dos Críticos de Arte para a Representação Portuguesa na I Bienal de Paris (1959), com o seu trabalho “Paisagem III”, juntamente com obras de Ângelo de Sousa, Artur Bual, René Bértholo, Lourdes de Castro, Luís Demée, Mário Eloy, António Quadros, Nuno Siqueira, Maria Teles e João Barata Feyo.
Pautou o seu percurso pelo exercício do abstracionismo geométrico na representação de paisagens, naturais e urbanas, onde o nivelamento formal e cromático aspetos marcantes, não o impediram de algumas vezes, enveredar pelo informalismo na abstração, como exemplo destes exercícios fazemos nota da obra do acervo do MUDAS.Museu que aqui reproduzimos.

Créditos: MUDAS. Museu de Arte Contemporânea da Madeira

 

MudasJoseEntonio