LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

As Coleções do Museu Etnográfico da Madeira. 
O mobiliário do quarto de dormir das casas humildes era muito simples e as matérias-primas utilizadas no seu fabrico eram as que se podiam obter na Região. As madeiras mais utilizadas eram as de pinho, til, carvalho ou castanho, de acordo com a situação económica da família.
A roupa era normalmente acondicionada em grandes caixas de madeira, como esta arca, pertencente ao acervo do museu, pois na maioria das casas não existia outro tipo de mobiliário para esse efeito. Muitas vezes, serviam também de assento.
No interior desta, existia uma gaveta, com tampa, designada por "escaninho", onde guardavam os documentos importantes ou dinheiro e que servia de suporte, para segurar a tampa da arca, enquanto se encontrava aberta.
O “ferrolho da caixa”, ou seja, a sua fechadura, é composta por uma chave e por um ferro, que atravessa na vertical.
As caixas de madeira, de maiores dimensões, eram usualmente utilizadas para guardar sementes e cereais, enquanto as mais pequenas serviam para guardar pão, o chamado enxoval das raparigas “casadoiras”, composto por peças de vestuário e pelo “bragal” (roupas de usos doméstico), geralmente em “linho da terra” e minuciosamente bordadas. Este enxoval constitui uma tradição secular, mas variava, naturalmente, consoante as posses da família.

arca