LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Nasceu na Madeira em 1949. Bacharel em Artes Plásticas e Design, pelo ISAPM, Licenciou-se em Design de Comunicação, pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa. Fez também estudos de serigrafia e design gráfico em Bruxelas. Foi um dos pioneiros em Portugal na eletrografia que abriu caminho para a Arte Postal em Portugal, congregando nos seus trabalhos as novas potencialidades expressivas da fotocopiadora a preto e branco e as experiências da Poesia Experimental impulsionada na década de 60 pelos cadernos antológicos denominados Poesia Experimental, publicados em 1964 (António Aragão & Herberto Helder) e 1966 (António Aragão, Herberto Helder & Ernesto Manuel de Melo e Castro). Partindo da recolha e seleção de imagens de jornais e revistas, estas eram submetidas a operações de manipulação e transformação com recurso à fotocopiadora congregando elementos verbais nas suas composições. Diz-nos António Nelos que “A poesia visual, inicialmente, esteve ligada mais a questão da palavra. Por exemplo, os poetas visuais brasileiros, mais ligados ao movimento da poesia visual (...), provam muito essa questão da palavra, da letra, do letrismo, e eu procurei sempre fazer isso, portanto, ligar a imagem ao texto, haver uma interação entre as duas coisas.”
Organizou inúmeras exposições, publicou várias obras, participou e colaborou em muitas exposições e encontros nos domínios da poesia visual, eletrografia e arte postal: atividade documentada em Arquivo Digital da PO.EX .
Faleceu em 2018.

Créditos: MUDAS. Museu de Arte Contemporânea da Madeira

AntonioNelos