LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Na coleção do Museu Quinta das Cruzes existem três obras do pintor Tomás de Anunciação (1818-1879). Uma “Feira de Gado” de 1861 e outras duas datadas de 1865, ano também de uma exposição internacional no Porto, onde Anunciação recebeu a medalha de honra. Ambos dispõem de vistas sobre a baía do Funchal, Oeste e Este, em que se apresenta uma cidade adormecida, por uma luz melancolicamente filtrada do azul celeste do céu, refletindo-se nos tons esbatidos de verde da paisagem. Mas é sobretudo no “Piquenique”, que os nossos olhos se fixam plenos de curiosidade.

Como fundo, uma extensa vista Oeste sobre o Funchal, a partir da Quinta do Palheiro Ferreiro, propriedade do Conde de Carvalhal, que o pintor representou com a família e alguns criados em primeiro plano, fazendo um piquenique ao ar livre. Uma internacionalidade que lhe fica bem, já que pugnara pelo ar livre, num paisagismo recortado de romantismo, atravessado por inspirações naturalizantes.

Lembremo-nos aqui de “Os cinco pintores em Sintra”, de Cristino da Silva, onde, e não por falta de oportunidade, se colocou Anunciação no centro da composição. Havia sido o porta-bandeira dessa pintura, que se pretendia em contacto direto com a natureza.
Tomás de Anunciação era a favor da prática da pintura no próprio campo, fugindo ao atelier. Procurava a construção de um espaço pictural naturalizado como nos diz José Augusto França (“A Arte em Portugal” no século XIX”, vol.1, Bertrand, Lisboa, p. 260).

A pintura “Piquenique” participou recentemente na exposição temporária “Tomás da Anunciação (1818 - 2018): Bicentenário do Nascimento do Artista”, no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, que esteve patente ao público de outubro de 2018 a março de 2019.

Fonte: “Obras de Referência dos Museus da Madeira, 500 anos de História de um Arquipélago”; SRE/DRAC/DSM; 2009. [entrada de catálogo nº. 207].

Créditos: Museu Quinta das Cruzes.

piquenique1quintadascruzes

Piquenique | Tomás de Anunciação (1818-1879) | 1865 | Óleo sobre tela | A. 150 x L. 165 cm|  MQC 1508

©PedroClode2009

 

piqueniquepormenorcruzes

Representação de piquenique da família do 2º conde de Carvalhal, António Leandro da Câmara Carvalhal Esmeraldo Atouguia Bettencourt de Sá Machado (1831-1888).

Em primeiro plano, grupo familiar com casal e as suas duas filhas, sentado no chão em torno de toalha branca estendida onde se encontra colocada a comida.
De frente, o conde de chapéu na cabeça, segura numa taça. Em frente, de costas encontra-se a filha mais velha, Maria das Dores que também segura em taça; do lado oposto está a filha mais nova, Teresa que espreita para o interior do cesto. À esquerda do núcleo familiar retratado, está um casal de vilões, ele abre a garrafa e ela transporta o que parece ser um prato com frutos.

Em plano de fundo, vista da cidade do Funchal a partir da Quinta do Palheiro Ferreiro que abrange todo o horizonte.

©PedroClode2009