LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN
O então diretor do Diário da Madeira, major João dos Reis Gomes, lançou o repto para essas celebrações em 1921, que começaram no dia 29 de dezembro de 1922 e terminaram a 4 de janeiro de 1923, com o cortejo que ilustra este texto.
Os festejos englobaram uma grande diversidade de iniciativas: celebrações religiosas, feiras, récitas, romagens ao túmulo de Gonçalves Zarco, exposições, jogos hípicos, cortejos, fogo de artifício, iluminação e decoração da cidade. Foi também publicado um opúsculo intitulado “V Centenário do Descobrimento da Madeira”, assinado por vários autores.
Créditos: Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's.
 
carro1
PERESTRELLOS PHOTOGRAPHOS
Carro alegórico do Infante Dom Henrique, que participou no cortejo do quincentenário do descobrimento do arquipélago da Madeira|1923-01-04
23,8 X 17,9 cm| Negativo simples, Vidro | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/623
 
carro2
 
Carro alegórico das nações aliadas, que participou no cortejo do quincentenário do descobrimento do arquipélago da Madeira |1923-01-04
17,9 X 23,8 cm| Negativo simples, Vidro | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/624
 
carro3
 
Carro alegórico do lagar de espremer uvas, com os respetivos apetrechos, que participou no cortejo do quincentenário do descobrimento do arquipélago da Madeira|1923-01-04
17,9 X 23,8 cm| Negativo simples, Vidro | Gelatina sal de prata

MFM-AV, Inv. PER/625