LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Harry Carvelery Hinton (n. Funchal, 08/01/1857; f. Funchal, 16/04/1948) Industrial de origem britânica que foi proprietário da Fábrica do Torreão, onde se produziam derivados da cultura sacarina.
Harry Hinton, que também por vezes assinava Henry, era filho de William Hinton (1817-1904), britânico que se estabeleceu na ilha da Madeira em 1838, onde veio a prosperar na área do comércio e indústria, mais especificamente no mobiliário e produtos utilitários em vime, na produção da banana e na atividade fabril açucareira. William Hinton fundou em 1856 o Engenho do Torreão (do Hinton), no sítio do Torreão, Freguesia de Santa Luzia, onde antes o seu sogro Robert Wallas possuía um moinho, sendo instalada uma então moderníssima fábrica a vapor. Detinha o monopólio do cultivo da cana de açúcar, por privilégios concedidos em sucessivas leis e decretos do governo português entre 1895 e 1919, que deram azo à então designada “Questão Hinton”, que muita tinta fez correr na imprensa local e nacional.
Harry (Henry) Hinton deu continuidade às empresas do pai e manteve o paradigma da diversificação das áreas de negócio, acrescentando às atividades económicas acima descritas, o fabrico de tabaco (Empresa Madeirense de Tabaco, fundada em 1913), a exportação do vinho Madeira, a comercialização de bebidas espirituosas e ainda a reparação e venda de automóveis ("Hinton & Sons"). Foi um grande entusiasta do desporto em geral, com particular interesse no futebol (diz-se que terá introduzido na ilha a primeira bola de futebol, em 1875) e nas caçadas, que praticou na companhia de vários nobres, como o príncipe do Mónaco, o duque de Luchtenberg, o príncipe Luís de Sabóia e ainda o rei D. Carlos I. É também recordado pelas suas ações beneméritas e pelo seu papel na preservação e promoção da história e cultura da Madeira. Terá subsidiado uma aeronave militar britânica durante a II Guerra Mundial, que foi batizada “Palmeira”, numa alusão à quinta Palmeira, propriedade onde veio a falecer em 1948.
Foi agraciado com a Ordem de Cristo e com a Ordem de Mérito agrícola e Industrial.

Créditos: Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's.
 
henryhintono
PHOTOGRAPHIA VICENTE
Retrato de Harry (Henry) Hinton | Segunda metade do século XIX
16,5 x 10 cm | Negativo simples, vidro | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. VIC/13553
Em depósito no ABM