LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Por iniciativa do 47.º governo da Monarquia Constitucional, construiu-se no ano de 1895, um Posto Meteorológico no pico do Areeiro, a 1700 metros de altitude.
A obra, que foi realizada em madeira, custou cinco contos de réis aos cofres do reino, e visava recolher dados para o Observatório Central Meteorológico do Infante D. Luís (Lisboa), que também seriam disponibilizados ao Observatório do Funchal e a órgãos de informação da Região, assim como para abrigar os necessários funcionários. Inicialmente, estava sob a alçada da Direção das Obras Públicas, que não o dotou com o equipamento necessário para operar, razão pela qual nunca entrou em funcionamento. Com a instauração da I República, o Posto Meteorológico do pico do Areeiro foi cedido, em 1913, à Junta Agrícola da Madeira, que viria a ser extinta em 1919, ficando então a estrutura a cargo da Junta Geral do Distrito. Por força dos vendavais de 25 e 26 de Fevereiro de 1920, a torre do Posto Meteorológico do pico do Areeiro colapsou e o projeto foi abandonado.
Foi substituído por um novo Posto Meteorológico em alvenaria, situado mais abaixo a 1610 metros de altitude, que funcionou entre 1936 e 1996, e que por sua vez deu lugar ao atual Posto Meteorológico (automático) nas imediações da estrada do poiso.
Créditos: Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's.

posto1o

posto2o

PERESTRELLOS PHOTOGRAPHOS
Posto Meteorológico do Pico do Areeiro | Entre 1895 e 1920
17,8 x 23,8 cm | Negativo simples, vidro | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/82; 83
Em depósito no ABM