LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Há 103 anos, nascia na Madeira Maximiano de Sousa (n. 20/01/1918; f. 29/05/1980), cantor, compositor e ator, mundialmente conhecido por Max.
Alfaiate de profissão, cedo despertou para o mundo da música, nomeadamente em atuações nos principais hotéis da cidade do Funchal. Posteriormente, em Lisboa, afirmou-se enquanto músico com sucessos como "A Mula da Cooperativa"; "Bailinho da Madeira"; "Noites da Madeira" e "Rosinha dos Limões", entre outros, tornando-se uma vedeta da rádio, do teatro e da televisão.
Carismático e com uma interpretação, por vezes, cómica, cativou o público e foi um dos grandes embaixadores da Madeira no mundo.

Créditos: Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's.

max1

PERESTRELLOS PHOTOGRAPHOS
Maximiano de Sousa, em atuação no Teatro Municipal Baltazar Dias | 18 de julho de 1952
6,1 x 6,8 cm | Negativo simples, película | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/3162
Em depósito no ABM
 
max2o
 
Max, durante um espetáculo no Hotel Bela Vista| 21 de janeiro de 1953
6,1 x 7,3 cm | Negativo simples, película | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/3164
Em depósito no ABM
 
max3o
 
Homenagem a Max decorrida nos Paços do Concelho, Funchal. O cantor exibe o relógio que lhe foi oferecido pelo então presidente da Câmara Municipal do Funchal, António Bettencourt Sardinha. | 30 de setembro de 1963
6,4 x 6,1 cm | Negativo simples, película | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/3165
Em depósito no ABM