LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN
O Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's assinala hoje o centenário da primeira travessia aérea Lisboa-Funchal.
O hidroavião Felixtowe F3, da Aviação Naval Portuguesa, tripulado pelo capitão de mar e guerra Gago Coutinho, capitão-tenente Sacadura Cabral, capitão-tenente Manuel de Ortins Bettencourt e pelo mecânico Roger Soubiran, partiu da doca do Bom Sucesso a meio da manhã do dia 22 de março de 1921 e amarou no porto do Funchal pelas 17h15. 
Durante a estada na região, a tripulação foi agraciada diversas vezes pelo seu feito inédito e efetuou ainda algumas passagens aéreas sobre a costa sul da ilha e sobre a baía do Funchal, na companhia de alguns convidados locais, jornalistas e fotógrafos.
Esta ligação experimental entre a capital portuguesa e a Madeira, que teve a duração de 7 horas e 30 minutos, visava testar novos instrumentos de navegação aérea e ensaiar a pioneira travessia do Atlântico Sul, que viria a ser comandada por Sacadura Cabral e Gago Coutinho no ano seguinte.
 
hidro1
 
PERESTRELLOS PHOTOGRAPHOS
Hidroavião da primeira travessia aérea Lisboa-Funchal, na baía do Funchal | 22-03-1921
8,7 x 13,9 cm | Negativo simples, vidro | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/2270
Em depósito no ABM
 
reboque
Reboque do hidroavião pela lancha “Carlos” na baía do Funchal | 28-03-1921
8,9 x 4 cm | Negativo simples, vidro | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/2335
Em depósito no ABM
 
baiadofunchal
 
Hidroavião a sobrevoar a baía do Funchal | 28-03-1921
11,9 x 16,3 cm | Negativo simples, vidro | Gelatina sal de prata
MFM-AV, Inv. PER/2347

Em depósito no ABM