LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN
O Museu de Fotografia da Madeira - Atelier Vicente's partilha hoje um registo fotográfico no qual está em destaque um Hospital de Isolamento que outrora funcionou no sítio do Caminho Grande e Preces, em Câmara de Lobos.
Esta unidade hospitalar improvisada foi implementada a 21 de dezembro de 1910, com o objetivo de responder a um surto de cólera que assolou a região entre 1910 e 1911. O edifício, cedido por Maria Guilhermina Bastos Carregal de Jesus, foi utilizado para o tratamento e internamento de doentes até ao dia 23 de fevereiro de 1911.
A 6 de maio de 1933, o imóvel foi assolado por um incêndio de grandes proporções, ficando, por isso, conhecido na memória local como a “Casa Ardida”.
Anos mais tarde, o espaço foi adquirido pela Câmara Municipal de Câmara de Lobos, sendo redirecionado para o funcionamento de uma escola de ensino primário. Posteriormente, serviu também de sede de projetos de cariz social e intergeracional.
hospitaldeisolamento23 n
PERESTRELLOS PHOTOGRAPHOS
Hospital de isolamento no sítio das Preces (Câmara de Lobos) | Entre 1910-12-21 e 1933-05-06
17,8 x 23,8 cm | Negativo simples, vidro | Gelatina e sais de prata
MFM-AV, inv. PER/582

Em depósito no ABM