LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Na imagem podemos ver mulheres havaianas a tocar Braguinha (o cordofone mais pequeno com 4 cordas) e Rajão (5 cordas) (foto de 1890). Estes instrumentos foram levados para aquelas ilhas do Oceano Pacífico através dos emigrantes madeirenses, contratados para trabalhar nas plantações de cana sacarina. Uma viagem em especial, a realizada a 23 de abril de 1879 a partir do Funchal, integrou três mestres violeiros madeirenses: Manuel Nunes, Augusto Dias e José Espírito Santo e dois executantes: João Fernandes e Luís Correia. Todos estes mestres abriram oficina e loja de instrumentos em Honolulu, a capital do Havai, sendo muita a procura pelos seus instrumentos musicais. Segundo a tradição oral e histórica do Havai, teria sido Manuel Nunes a inventar um novo instrumento que ficaria designado até hoje de UKULELE. Este resultou da junção do corpo do pequeno Braguinha com a afinação de cordas soltas do Rajão (as primeiras quatro cordas). O Rei Kalãkaua do Havai e a sua irmã a Princesa LiliuoKalani eram grandes entusiastas dos cordofones madeirenses, quer pela música quer pelo processo de construção. Das muitas serenatas realizadas no Palácio, há um destaque em particular para o músico João Fernandes, tido como um excelente tocador.

Créditos: 600 Anos da Madeira e Porto Santo

 

Rajao e braguinha Hawai