LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN
Comemora-se a 19 de março a festa litúrgica de São José, ou São José da Nazaré, esposo da Virgem Maria e pai terreno de Jesus, por determinação do papa Sisto IV (1471-1484), ganhando solenidade nos papados seguintes: Inocêncio VIII (1484-1492); Gregório XV (1621-1623); Clemente XI (1700-1721) e Bento XIII (1724-1730). O papa Pio IX (1846-1878), em 1847, instituiu o culto a São José e em 1870 proclamou-o padroeiro universal da Igreja Católica. Em dezembro de 2020, o papa Francisco, por Carta Apostólica – PATRIS CORDE, decidiu dedicar / convocar um ano especial a São José, «o pai», aproveitando a data que comemorava os 150 anos que a Igreja tinha eleito o santo como seu padroeiro universal, por Pio IX (1).
Por tradição e associada à sua profissão de carpinteiro, São José é patrono dos oficiais que trabalham a madeira. São José, o carpinteiro, exercia esta humilde profissão apesar de estar referenciado como descendente da casa real de David, segundo São Mateus (Mt 1, 16) e São Lucas (Lc 2, 4), e tornou-se num santo de grande devoção popular. São José foi louvado por São Jerónimo (347-420); São João Crisóstomo (c.347-407); Santo Agostinho (354-430); São Bernardo de Claraval (1090-1153); São Tomás de Aquino (1225-1274); Santa Gertrudes (1250-1302); Santa Brígida da Suécia (c.1303-1373); São Bernardino de Siena (1380-1444); e pelo teólogo e filósofo francês Jehan Charlier Gerson (1363-1429).
A devoção a São José no arquipélago da Madeira é antiga, embora o santo não estivesse entre os mais predilectos. Altares, capelas e igrejas foram edificados em sua devoção: uma capela foi construída na ilha do Porto Santo, por Estêvão Bettencourt Perestrelo (1681); na Ribeira Brava, por Luís Gonçalves da Silva (1709-1710); em Santana/Arco de São Jorge, paroquia desde 1676, por determinação do bispo D. António Teles da Silva, com igreja própria construída mais tarde (1740-1744); na Calheta/Lombo do Doutor, por Antónia de Cristo e Leonarda do Horto (1689) e reconstruída por Francisco Agostinho Figueiroa e Vasconcelos (1776); Santa Cruz/Camacha, por José Ferreira de Nóbrega (1922-1924); Machico/Piquinho (1730; 1967); Funchal (paróquia, 1990-1994).
Imagens e pinturas, na Madeira, representam São José individualmente, mas muitas vezes integrado em “Cenas da Vida da Virgem” e “Cenas da Vida de Jesus”, especialmente na temática da “Sagrada Família”.
Aproveitamos para divulgar uma pintura a óleo sobre tela, representando «Repouso na fuga para o Egito», obra atribuída ao pintor português António de Oliveira Bernardes (1662-1732), datável de c. 1708-1715. Encontra-se no altar-mor da Capela de Jesus-Maria-José, no Lombo do Doutor, na Calheta. Nesta composição, destaca-se a figura de São José pelo desenho apurado, delicado e expressivo, revelando maior desenvoltura no tratamento dos panejamentos, denunciando um pintor com formação oficinal, seguindo estética barroca. É uma figura majestosa e imponente, de longa cabeleira, com botas de cano alto armadas com ferros junto aos tornozelos, aproximando-se a uma figura nobre e não a um simples carpinteiro. Está aureolado e com rosto de perfil, muito ao gosto das figuras masculinas desenhadas por António de Oliveira Bernardes, apresentando um traço correcto e bem delineado (olhos, nariz, boca e queijo), denunciando grande domínio do seu autor no desenho da figura humana e na representação com tendência naturalista. Esta figura de São José parece ter partido de um desenho a tinta do pintor espanhol Vicente Salvador Gómez (c.1637-c.1700), «São José e Jesus Menino», (1674), hoje na coleção The University of Michigan Museum of Art (The University of Michigan Museum of Art.
Texto:

Rita Rodrigues (DRC/DSPC/DEP).

(1) Vide D. José Tolentino Mendonça (Arquivista e Bibliotecário da Santa Igreja Romana), «Uma reflexão sobre a Carta Apostólica Patris Corde – O elogio do pai», in L´Osservatore Romano, publicado a 16 de março de 2021, disponível em

 
vistao1
 
Vista geral da Capela de Jesus-Maria-José. Lombo do Doutor, Calheta. Foto: DRC – RP
 
fachada1o
 
Fachada da Capela de Jesus-Maria-José. Lombo do Doutor, Calheta. Foto: DRC – RP
 
pormenorsino
 
Pormenores (sino e gárgula) da Capela de Jesus-Maria-José. Lombo do Doutor, Calheta. Foto: DRC – RP
 
retabulo
 
Retábulo-mor (talha dourada e policromada, oficina regional) da Capela de Jesus-Maria-José, com integração de pintura a óleo sobre tela, representando «Repouso na fuga para o Egito», da autoria de António de Oliveira Bernardes (c.1708.1715). Lombo do Doutor, Calheta. Foto: DRC – RP
 
pormenorfigura
Pormenor da figura de São José, da pintura do altar-mor da Capela de Jesus-Maria-José, «Repouso na fuga para o Egito», da autoria de António de Oliveira Bernardes (c.1708.1715). Lombo do Doutor, Calheta. Foto: DRC/DSPC/DEP – RR