LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Sabia que, desde a mais tenra infância, João Paulo II queria conhecer a Madeira? 
“— Quero Visitar a Madeira”, disse a dada altura a Teodoro de Faria, Bispo do Funchal. Na verdade, João Paulo II, o único papa a visitar a Madeira, guardava uma imagem da nossa ilha na sua memória mais afetiva e mais remota, pois que, na sua infância, na escola primária, quando ainda era apenas Lolek (diminutivo familiar de Karol Wojtyla), a pedido da sua professora e como exercício escolar, escrevera uma carta a Joseph Pilsudski (endereço do destinatário: “Ilha da Madeira”), fundador da II República Polaca, que aqui se encontrava de férias, entre dezembro de 1930 e março de 1931, hospedado na Quinta Bettencourt.
Desde então, a ilha da Madeira nunca mais lhe saíra da mente, como emblema de natureza virginal e paradisíaca.
Visitou-a de facto e fulgurantemente em Maio de 1991 e esta presença foi contada e com excelentes fotografias num livro que vale a pena ler: “João Paulo II – Pastor Universal na Madeira” (2011).

Texto: Marcelino de Castro.

visitapapa1sabiaque

Quinta Bettencourt

visitapapa2sabiaque

João Paulo II na Madeira, Avenida Arriaga

visitapapa3sabiaque

Capa livro "João Paulo II, Pastor Universal na Madeira"