LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Penico e Bidé. 
Os princípios básicos de higiene permaneceram os mesmos - eliminar os resíduos, limpar a área, e lavar as mãos. No entanto, os métodos e equipamentos utilizados para alcançar estas etapas variam muito em todo o mundo e ao longo dos séculos. O penico e o bidé são dois equipamentos importantes na história da higiene pessoal.

Um penico é um recipiente em forma de taça com uma pega, e muitas vezes com tampa, guardado no quarto debaixo de uma cama ou no armário de uma mesa-de-cabeceira. Foi utilizado como sanita portátil destinada a uso noturno no quarto de dormir. Um dos primeiros exemplos conhecidos de um penico foi descoberto por arqueólogos no Egipto e data do século XIV a.C.

A utilização de penicos tornou-se popular durante a Idade Média, especialmente a partir do século XIV. Para as classes abastadas, alguns pareciam-se muito com uma cadeira ou banco com uma tampa com dobradiças. Outros pareciam-se com uma panela ou prato, por vezes com uma tampa removível. Embora os estilos variassem, a função era sempre a mesma.

Os penicos ofereceram uma solução conveniente e higiénica. Com o surgimento da canalização no século XIX, transformaram-se na sanita. Os penicos permaneceram comuns até meados do século XX e continuam a ser utilizados até aos dias de hoje em áreas carentes de canalização interior.

Um bidé é um equipamento concebido para a limpeza das partes íntimas do corpo, especialmente após a utilização da sanita. Foi visto pela primeira vez na França, no século XVII, onde se tornou parte integral de palácios e casas nobres francesas como um instrumento de higiene no quarto de dormir. Acredita-se que o bidé tenha sido uma invenção dos fabricantes de mobiliário franceses, embora não se conheça a data exata nem o inventor.

No século XX, com o surgimento da canalização, o bidé passou do quarto de dormir para a casa de banho, sendo colocado junto à sanita, um arranjo destinado a encorajar a higiene pessoal.

Em vários países europeus, é obrigatório, por lei, ter um bidé em cada casa de banho que contenha uma sanita. As opiniões sobre a necessidade deste equipamento variam muito em função das diferentes nacionalidades e culturas. Em muitos sítios, é considerado um instrumento indispensável na preservação de uma boa higiene pessoal.

Hoje em dia, existem bidés de todos os tipos e tamanhos que vão desde os mais acessíveis até aos de gama alta. Podem oferecer uma série de características opcionais, tais como uma lavagem com água quente, um assento aquecido, um secador de ar quente, uma funcionalidade de desodorizante, e até mesmo um comando para controlar o equipamento.

Tanto o penico como o bidé existem há centenas de anos e têm evoluído consideravelmente com o tempo, encontrando-se hoje até fundidos num só – na chamada sanita bidé. Estes equipamentos moldaram as rotinas diárias de higiene de várias gerações ao longo dos séculos. São agora concebidos com o objetivo de serem higiénicos, convenientes, eficientes, e amigos do ambiente.

cantinhodememorias