LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Um ferro de engomar é um pequeno aparelho utilizado para remover vincos de tecidos. Funciona desapertando as ligações entre as longas cadeias de moléculas que existem nos materiais de fibras polímeras, sejam elas naturais, sintéticas, ou uma mistura das duas. Com o calor e o peso da chapa de engomar, as fibras são esticadas e o tecido mantém a sua nova forma quando arrefece. Os ferros de engomar domésticos geralmente variam em temperatura de funcionamento entre 121° C e 182° C.

Muito antes do ferro de engomar ter sido inventado, já se engomava. No século I a.C., os chineses usavam panelas de metal cheias de brasas quentes, que se assemelhavam um pouco a uma colher grande de gelado. Tinham um compartimento aberto com fundo plano e uma pega. Embora ninguém saiba exatamente há quanto tempo as pessoas passam a ferro, este é um dos primeiros exemplos registados.
O que os consumidores contemporâneos reconheceriam como um ferro de engomar surgiu pela primeira vez na Europa durante o século XVII e era composto por uma peça plana de ferro com uma pega de metal acoplada. Para aquecê-lo, este era segurado por cima do fogo até estar quente. Um pano fino era colocado entre a peça de vestuário e o ferro para que a fuligem não fosse transferida do instrumento para a peça engomada.
Foram surgindo outras variedades deste instrumento, como o ferro de engomar a brasa, feito de um metal oco com um fundo liso e uma pega. No interior, eram colocados carvão quente, inserções metálicas aquecidas ou algum outro elemento de aquecimento. Estes modelos foram utilizados durante várias centenas de anos.
O primeiro ferro de engomar elétrico foi inventado por Henry W. Seeley, de Nova Iorque, em 1882, e era ligado a uma fonte elétrica por fios removíveis. No entanto, só nos anos 20 do século XX é que um ferro com termóstato – com a função de regular e controlar a temperatura – foi comercializado.
 
Thomas Sears inventou o ferro a vapor, que emprega um depósito de água, permitindo criar vapor de água aquecido e aplicá-lo através de pequenos orifícios na placa/base, de forma a facilitar a suavização de tecidos rígidos e secos. Foi utilizado pela primeira vez por uma empresa de limpeza de Nova Iorque em 1926, mas só em 1938 é que se tornou comercialmente bem-sucedido.
O ferro de engomar evoluiu significativamente ao longo dos séculos até chegar ao instrumento que conhecemos hoje. Estas transformações tornam a tarefa de engomar mais fácil e mais eficiente do que nunca. Com o passar dos anos, a oferta multiplicou-se consideravelmente, proporcionando ao consumidor diversidade no design e tamanho.
 
ferrodeengomar n