LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

Em 2016 o tema do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios celebrado pelo ICOMOS, “Desporto, um Património Comum”, pretende assinalar o papel insubstituível de inúmeras associações, clubes, autarquias, museus e outras organizações, públicas e privadas, na formação e consolidação da identidade de comunidades locais, regionais e nacionais, ao longo da história e fazer ressaltar as diferentes formas de expressão de património associado ao desporto, seja em edifícios, em sítios, em tradições ou em registos de diferente natureza”. O Museu Etnográfico da Madeira aceitou o desafio, promovendo algumas atividades, para destacar a importância da memória e das tradições relacionadas com o desporto, neste caso os jogos tradicionais, alertando e sensibilizando para a importância do conhecimento, da proteção e da valorização deste património material e imaterial. Os jogos e brincadeiras constituem, universalmente, formas de estar e de sociabilizar e o que os distingue é a “Cultura” que, entre os seres humanos, determina a “forma” de jogar. Os brinquedos tradicionais, construídos pelas crianças, com os recursos naturais disponíveis, criatividade e imaginação, fazem parte do património cultural popular. Com esta pequena mostra pretendeu-se trazer ao público, uma vez mais, estes artefactos lúdicos – as joeiras – que faziam parte do quotidiano madeirense e que enchiam os céus nos dias de sol, quando o vento estava favorável à brincadeira. Com o abandono progressivo de muitos jogos e brincadeiras, perderam-se expressões da nossa cultura cheias de significado. De forma a contribuir para que tal não suceda e aproveitando o tema destas comemorações pretendemos incentivar crianças, jovens e adultos a construir estes brinquedos com tradição secular no nosso arquipélago. Agostinho Vasconcelos é o orientador deste workshop e autor dos excelentes exemplares de joeiras apresentadas nesta mostra, confecionadas em 1999 para a nossa exposição temporária “OVMI, Objetos Voadores da Minha Infância” as quais, por constituírem testemunhos únicos, procurámos preservar, tendo agora o museu, uma vez mais, a oportunidade de os trazer a público.

Créditos: Museu Etnográfico da Madeira

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork

1MEMJoeiraswork