LogoCmadeira2020

LogoSRTC2020

PT EN

DiaMundialEtno2020Comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2020. 
PATRIMÓNIO PARTILHADO - Culturas partilhadas, património partilhado, responsabilidade partilhada. 
Atendendo às contingências provocadas pelo vírus COVID-19, e pelas limitações que esta situação está provocar em todo o mundo, a Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) lançou o repto para que, ainda que em isolamento e separados fisicamente, pudéssemos celebrar conjuntamente, o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, em colaboração com o ICOMOS Portugal, cujo tema é, este ano, “Património Partilhado - Culturas Partilhadas, Património Partilhado, Responsabilidade Partilhada”. 
O Museu Etnográfico da Madeira associou-se a esta iniciativa e disponibilizou um nova apresentação on-line, um pequeno filme, sobre a interpretação museológica dos testemunhos tecnológicos do edifício do museu. 
Atendendo a que o museu foi instalado numa antiga casa solarenga do século XVII, que no século XIX foi transformada numa unidade industrial, a “Antiga Fábrica de Aguardente da Ribeira Brava”, decidimos PARTILHAR com o público, não as coleções do museu, mas o seu património imóvel, que, pela sua duplicidade tecnológica (visto que ali funcionou, em simultâneo, um engenho de moer cana e dois moinhos de cereais), constitui um precioso testemunho do nosso património industrial, único a nível europeu.
Como se pode ler no site da Direção Geral do Património Cultural, “O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios” foi instituído em 18 de Abril de 1982 pelo ICOMOS e aprovado pela UNESCO no ano seguinte. A partir de então, esta data comemorativa, tem vindo a oferecer a oportunidade de aumentar a consciência pública relativamente à diversidade do património e aos esforços necessários para o proteger e conservar, permitindo, ainda, chamar a atenção para a sua vulnerabilidade.
Representando um momento anual de celebração da diversidade patrimonial, pretende-se que o dia 18 de Abril funcione como um marco comemorativo do património nacional, mas que celebre, também, a solidariedade internacional em torno da salvaguarda e da valorização do património de todo o mundo.”

Créditos: Museu Etnográfico da Madeira